Cremos

O QUE NÓS CREMOS
Pr. Caio Sayeg

1. Cremos que a Bíblia é a única regra de fé e prática:

Cremos que a Bíblia é o livro que contém todas as diretrizes para o cristão seguir. A Bíblia é a vontade revelada de Deus por meio das escrituras, a forma na qual Deus escolheu manter sua verdade de geração em geração. Não existe nenhum livro semelhante, nenhuma outra revelação, a Bíblia é única e totalmente suficiente.

2. Cremos que Deus é único, mas que se manifesta em três pessoas distintas: Deus Pai, Deus Filho (Jesus) e Deus Espírito Santo:

Cremos em um único Deus, mas que é Trino, ou seja, se manifesta em três pessoas: Deus Pai, Deus Filho (Jesus) e Deus Espírito Santo.
Jesus é Deus e existia desde o início. O Espírito Santo, da mesma forma estava no início na criação do mundo, Ele habita na vida do cristão. O Espírito Santo não teve início e não terá fim. Ele é Deus.

3. Cremos que o Espírito entra na vida da pessoa no momento da sua conversão:

De acordo com as escrituras o Espírito Santo passa a habitar na vida de uma pessoa, a partir do momento em que ela se converte. Depois que o Espírito Santo desceu sobre os apóstolos e sobre toda a igreja convertida no dia de Pentecostes (Atos 2), o Espírito não se retirou mais da igreja. É o Espírito que concede os dons para o cristão usar no trabalho em prol do Reino de Deus

4. Cremos que todas as pessoas são pecadoras, por isso precisam crer em Cristo como Salvador e Senhor para serem salvas:

Cremos que Deus criou o homem para ser se amigo e ter intimidade com ele, porém o homem preferiu desobedecer a vontade perfeita de Deus, cometendo o primeiro pecado.
Dessa forma as pessoas nascem pecadoras por herança, todo ser humano é concebido no pecado.
A nossa bondade contrastada com a de Deus está longe de ser boa, temos como parâmetro apenas homens, ou seja, boas obras não salvam.
Todo ser humano caminha para perdição, o único caminho que salva é Jesus Cristo. Apenas o sacrifício de Jesus na cruz é capaz de limpar os pecados.
O ser-humano buscou/busca criar religiões para se reconectar ao seu Criador, porém isso é impossível, não está dentro das nossas capacidades tal feito. Somente o esforço do próprio Deus é poderoso o suficiente, essa foi a missão de Cristo delegada pelo Pai.

5. Cremos que a Salvação é obtida pela fé em Jesus Cristo como único Salvador e Senhor:

Jesus Cristo morreu na cruz, sem cometer pecado, para que nós pudéssemos ter os nossos pecados limpos e perdoados. Ele pagou o preço da nossa salvação, e por isso somos justificados (considerados justos, apesar de não sermos justos em nós mesmos). Cremos que existem apenas dois destinos após a morte: o céu (a salvação eterna), ou o inferno (a perdição eterna – eterno afastamento de Deus). Deus não quer que ninguém se perca, mas que todos se salvem. Contudo, só serão salvos aqueles que, por livre e espontânea vontade crerem e seguirem a Cristo como Salvador.A pessoa que passa a crer e a seguir Jesus passa pelo processo de regeneração, assim vai abandonando os pecados, e cada vez mais quer agradar a Deus, sendo igual ao exemplo de Cristo: Isso chama-se santificação, o processo de ser cada vez mais separado da contaminação gerada pelo pecado que o crente começa no dia da sua conversão, e só terminará no céu quando for glorificado.

6. Cremos que existe um Inimigo de nossas almas, Satanás.

Satanás foi um anjo que se rebelou contra a vontade perfeita de Deus, ele está ao nosso redor a todo tempo tentando nos desviar de Deus. Ele é o príncipe desse mundo que jaz nas trevas sob seu comando, Segundo a Bíblia, um dia Satanás e todos os que não tiverem a Cristo serão lançados para sempre na perdição eterna, descrita no Apocalipse como Lago de Fogo, ou segunda morte.

7. Cremos que a igreja é uma união de pessoas convertidas, que se encontram periodicamente para cultuar a Deus, estudar a sua palavra e para proclamar a mensagem de salvação:

Igreja não é o prédio mas as pessoas, Cremos que quando estamos reunidos no nome de Jesus Cristo Ele está em nosso meio.
É na igreja que somos abençoados, fortalecidos, consolados. Lugar de pessoas imperfeitas, porém com o mesmo foco Jesus Cristo. Por isso cremos que não existe igreja perfeita. Cremos que tudo o que precisamos encontramos na casa de Deus, amizade, diversão, alegria e força.

8. Cremos que Jesus deixou duas ordenanças para serem observadas pela igreja:

1ºbatismo: O batismo é a imersão em água da pessoa já convertida. Uma pessoa que se batiza deve saber o que está fazendo. Ela precisa ter uma fé pessoal em Jesus para que o batismo tenha algum sentido para ela. É por isso que não batizamos crianças. O batismo significa morte para o pecado e para o mundo e um renascimento para uma nova vida com Cristo. O batismo é, portanto, um testemunho de algo que já aconteceu no coração da pessoa. O batismo não salva nem limpa pecados. É a fé em Cristo que salva, mas o batismo deve ser observado porque Jesus deu o exemplo.

2ºCeia do Senhor.
Jesus ordenou participarmos da ceia em memória de seu nome! Ele celebrou esse momento com seus discípulos, apresentando o pão como seu corpo e o vinho como seu sangue derramado na cruz. Jesus ensinou que a igreja deveria celebrar este memorial para se lembrar do sacrifício do Senhor e de que Ele irá voltar para buscar a sua igreja.
Cremos que é um momento de extrema responsabilidade, e que de acordo com a Bíblia cada um deve examinar a si mesmo, porque se come e bebe displicentemente faz isso para sua própria condenação.

9. Cremos que todos os crentes podem ter acesso direto a Deus através de Jesus:

Segundo a Bíblia, não existe outra pessoa que possa servir de intermediário entre Deus e o ser humano, apenas Jesus. O crente deve orar em nome de Jesus a Deus, não usando de repetições ou de frases feitas, mas em uma conversa direta.

10. Cremos que o crente deve sustentar os ministérios da igreja com dízimos e ofertas:

O dízimo é a décima parte de tudo o que se ganha para o sustento próprio e da família. O dízimo deve ser a primícia daquilo que Deus tem nos dado e deve ser devolvido a Ele. A prática de se entregar o dízimo é uma das mais antigas na Palavra de Deus. É uma demonstração de amor e responsabilidade para com as coisas de Deus. A Bíblia contém ricas promessas para aqueles que são fiéis no sustento da obra de Deus.
Ser dizimista vai além de qualquer obrigação ou manipulação humana. É gratidão ao Senhor.